PT/EN

-Voltar

MURALISMO: ARTE, CULTURA E PÓS-HUMANISMO

12 de agosto de 2019

RESUMO
Este projeto de pesquisa e extensão teve como objetivo pensar a arte do mural como
representação de culturas e etnias formadoras do município de Palmas (PR), a partir
da concepção do pós-humanismo em sua vertente crítica e o conceito de ?inclusivismo
situado? proposto pela filósofa italiana Francesca Ferrando; questionando o conceito
de cultura, visando uma proposta de criação e execução de um mural. Apresenta-se
um breve histórico da formação étnica indígena da Terra Indígena Kaingang e quilombola
das Comunidades Quilombola Maria Adelaide Trindade Batista, Castorina Maria
da Conceição e Tobias Ferreira, cujas culturas possuem pouca referência e visibilidade
entre os habitantes que integram e participam do cotidiano e da história deste município,
assim como sírio-libaneses e japoneses, fato que motivou essa pesquisa. Conceitua-
se a arte do mural como proposta de produção artística com viés social, utilizando
a metodologia pós-humana; a metodologia de pesquisa qualitativa, bibliográfica
exploratória e aplicada com a produção de pintura mural; e ainda, entrevistas pós
produção artística aos representantes das etnias que compõem o mural. O mural
elaborado a partir desta pesquisa está instalado no IFPR ? Campus Palmas.
Palavras-chave: Arte. Muralismo. Cultura. Pós-humanismo.

Link:

http://www.revistas.udesc.br/index.php/arteinclusao/article/view/11444